Buscar

Terapia celular e células-tronco - PARTE II

As células-tronco são células conhecidas por serem imaturas, o que faz com que elas

possam se transformar em vários outros tipos de células, dessa forma, podemos fazer

com que uma célula-tronco se transforme em uma célula de cartilagem em laboratório

para que essa última seja usada para tratar uma lesão no joelho por exemplo.

As células-tronco hematopoéticas por sua vez, são utilizadas no transplante de medula

óssea, pois essas células-tronco podem se transformar em novas células sanguíneas e

imunológicas.


Outras células-tronco menos potentes, como as células mesenquimais não possuem a

habilidade de se transformar em outra célula como efeito principal, porém secretam

fatores importantíssimos para a manutenção e regeneração de tecidos lesados, sendo

assim, tem sido usadas experimentalmente como tratamento para osteoartrite, feridas de pele, doenças cardiovasculares e até mesmo COVID.


Por se tratar de uma modalidade de tratamento recente, a maioria desses tratamentos

necessitam de maiores confirmações para que possam estar disponíveis para os

pacientes de fato, porém é inegável que a terapia celular futuramente poderá representar uma opção de tratamento para doenças até então incuráveis.


Enquanto esse dia não chega, que tal cuidar bem dos nossos tijolinhos preciosos através

de hábitos de vida saudáveis como atividade física e alimentação balanceada?



Referências:

Zakrzewski1, W., Dobrzyński, M., Szymonowicz, M. & Rybak, Z. Stem Cells: Past,

Present and Future. Stem Cell Res. Ther. 10, 1–22 (2019).

Meirelles, L. D. S., Fontes, A. M., Covas, D. T. & Caplan, A. I. Mechanisms involved

in the therapeutic properties of mesenchymal stem cells. Cytokine Growth Factor

Rev. 20, 419–27 (2009).

Hashemian, S. M. R. et al. Mesenchymal stem cells derived from perinatal tissues for

treatment of critically ill COVID-19-induced ARDS patients: a case series. Stem

Cell Res. Ther. 12, 1–12 (2021).