Buscar

Terapia celular e células-tronco PARTE I

O conhecimento sobre a biologia celular permitiu à medicina nas últimas décadas lançar

mão de uma ferramenta terapêutica importantíssima: nossas próprias células. Nossas

células são semelhantes a tijolos que em conjunto compõem nosso organismo, sendo

assim, desempenham funções fundamentais.

Quando o equilíbrio do nosso organismo é rompido por uma doença por exemplo, pode

existir a necessidade de reparar ou substituir esses tijolos representados pelas células. A

utilização de células como tratamento, com o intuito de reparar ou regenerar

reestabelecendo a função de um determinado órgão ou tecido é conhecida como terapia celular.


Na terapia celular, podem ser utilizadas células dos próprios órgãos e tecidos como

células da pele, da cartilagem e do sistema imunológico, que são conhecidas como

células maduras. Essas células são destinadas ao tratamento de um órgão específico.

Recentemente, células do sistema imunológico conhecidas por linfócitos T foram

modificados geneticamente para tratar doenças hematológicas como linfomas e

leucemias. Quando entramos no campo das células-tronco essas possibilidades de

tratamento aumentam consideravelmente.




Referências:

Zago, M. A. & Covas, D. T. Células-tronco, a nova fronteira da medicina. (Atheneu,

2006).

Seghers, A. C., Goh, B. K., Tan, S. H. & Tang, B. Y. M. Simplified noncultured

autologous cell grafting for the treatment of chronic nonhealing ulcers : the six-

well plate technique. Clin. Exp. Dermatol. 39, 620–623 (2014).

Farr, J. Autologous chondrocyte implantation improves patellofemoral cartilage

treatment outcomes. Clin. Orthop. Relat. Res. 187–194 (2007)

doi:10.1097/BLO.0b013e31815576af.



Dr. José Fábio Lana, MD Orthopedic Interventional Pain Management IOC - Instituto do Osso e da Cartilagem/ The Bone and Cartilage Institute ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366 Uberaba - Minas Gerais +55 34 3331 7777