Buscar

Sono e sua associação com morbidade e mortalidade - Parte I

Por Lucas Fonseca, MD



Que o sono insuficiente está associado com a falta de atenção e déficits cognitivos isso nós já sabemos, porém poucos sabem que a privação do sono também tem sido associada a um aumento na mortalidade e morbidade geral em estudos epidemiológicos.


As pessoas que dedicam-se ao trabalho noturno e dormem menos que 7-8h/noite podem exibir níveis alterados de melatonina e dos hormônios sexuais, o que aumenta o risco de doenças relacionadas aos desbalanços hormonais, incluindo câncer de mama e, possivelmente, câncer colorretal. Outro hormônio como a Leptina, que sinaliza saciedade ao cérebro, é reduzida de forma prolongada na circulação periférica durante a privação total e parcial do sono. De forma análoga, a Grelina, um hormônio que sinaliza a fome no cérebro e o apetite subjetivo, aumenta durante essa privação parcial do sono.


Essa combinação, associada ao metabolismo lento produzido pela má qualidade do sono, leva ao ganho de peso e contribui para o desenvolvimento da Síndrome Metabólica.



Por Lucas Fonseca, MD


Referências:

Association Between Light at Night, Melatonin Secretion, Sleep Deprivation, and the Internal Clock: Health Impacts and Mechanisms of Circadian Disruption. Life Sci. 2017 Mar 15;173:94-106.

Cardiovascular, Inflammatory and Metabolic Consequences of Sleep Deprivation. Prog Cardiovasc Dis. 2009 ; 51(4): 294–302.



Dr. José Fábio Lana, MD Orthopedic Interventional Pain Management IOC - Instituto do Osso e da Cartilagem / The Bone and Cartilage Institute ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366 Uberaba - Minas Gerais +55 34 3331 7777