Buscar

Reabilitação Fisioterápica Pós Tratamento Regenerativo - PARTE I

Cada vez mais, os investigadores dos campos da medicina regenerativa e da reabilitação

têm convergido para criar um campo interdisciplinar de “reabilitação regenerativa”. A

reabilitação regenerativa foi definida como “a aplicação de protocolos e princípios de

reabilitação juntamente com a terapêutica da medicina regenerativa com o objetivo de

otimizar a recuperação funcional por meio da regeneração, remodelação ou reparo de

tecidos”.

A medicina reabilitadora tem uma base em abordagens baseadas em evidências que são projetadas para aproveitar a capacidade regenerativa de tecido inata e otimizar a

recuperação funcional após lesão ou no contexto de doença. Essas abordagens abrangem a aplicação de estímulos mecânicos, elétricos e térmicos para estimular a função das próprias células do paciente e otimizar o microambiente local, ou nicho, de uma forma que seja mais favorável para o funcionamento celular. Da mesma forma, a medicina regenerativa é baseada em princípios da biologia celular e de tecidos para apoiar a restauração da estrutura e função dos tecidos. Embora esses dois campos tenham progredido historicamente em paralelo, evidências crescentes sugerem que o

aproveitamento de conhecimentos e técnicas em ambos os domínios tem o potencial de

melhorar significativamente os resultados. 


O surgimento da reabilitação regenerativa é estimulante por sua inovação conceitual e

por seu potencial para melhorar significativamente a eficácia da terapêutica da medicina

regenerativa.




Referências:

Perez-Terzic C, Childers MK. Regenerative rehabilitation: a new future?. Am J Phys Med

Rehabil. 2014;93(11 Suppl 3):S73-S78. doi:10.1097/PHM.0000000000000211




Dr. José Fábio Lana, MD Orthopedic Interventional Pain Management IOC - Instituto do Osso e da Cartilagem/ The Bone and Cartilage Institute ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366 Uberaba - Minas Gerais +55 34 3331 7777