Buscar

Proloterapia e a dor neuropática - PARTE II

Várias hipóteses foram propostas para explicar como a proloterapia funciona no

tratamento da dor neuropática, tais como:


Modulação do receptor TRPV1

Os nossos nervos possuem receptores em suas periferias e estes receptores

podem modificar a sensibilidade aos estímulos que sentimos. Um desses receptores é o TRV1, o qual está fortemente associado à persistência de dor neuropática crônica. O canal iônico TRPV1 foi vivamente chamado de receptor de capsaicina porque nenhum

outro canal iônico é afetado pela capsaicina, a capsaicina é uma das substancias presentes na pimenta, causando uma sensação de queimação característica ao regular positivamente o canal TRPV1. O manitol, um açúcar com 6 átomos de carbono, reduz a sensação de queimação após a exposição à capsaicina, sugerindo um efeito antagônico (calmante) na regulação positiva do TRPV1, seja diretamente ou por efeito a adjuvante. A dextrose substância utilizada na proloterapia, semelhante em estrutura ao manitol, possui a mesma propriedade calmante neste receptor.



Referências:

Mansiz-Kaplan, Basak, et al. "Effect of Dextrose Prolotherapy on Pain

Intensity, Disability, and Plantar Fascia Thickness in Unilateral Plantar Fasciitis: A

Randomized, Controlled, Double-Blind Study." American Journal of Physical Medicine & Rehabilitation 99.4 (2020): 318-324.

Entre em contato conosco por mensagem ou telefone:

Indaiatuba/SP: (19) 3017-4366 | 3392-6549
Belo Horizonte/MG: (31) 99949-7500
Uberaba/MG: (34) 3331-7777 | 99931-6810
Porto Alegre/RS: (51) 32761088 | 9243-9677
Vitória/ES: (27) 3207-5506 | 99992-5643
Brasília/DF: (61) 99630-0600 | 3248-7350
Goiânia/GO: (62) 992632170| 39790544

Este site foi criado para compartilhar informações e não tem como objetivo prestar consultas ou atendimentos médicos. As informações contidas no site expressam a opinião dos autores. As opiniões não tem vínculos com nenhuma instituição e as informações aqui contidas não substituem a avaliação médica. O médico não pode realizar diagnóstico e tratamento a distância ou por e-mail.

Responsável Técnico: Dr. José Fábio Lana / CRM/SP 133606 / CRM/MG 20582 - Ortopedia e Traumatologia - RQE nº55117