Buscar

Podemos modular o nosso sistema imunológico utilizando Fitoterápicos ?

PARTE II


Lim e colaboradores demonstraram que a administração dessa erva reduziu a hiper-

responsividade das vias aéreas, a eosinofilia, o que foi equivalente ao efeito da

dexametasona.


A Ashwagandha é uma das ervas medicinais mais conhecidas que pode melhorar a

depuração microbiana do corpo. Estudos mostram que essa erva é capaz de

interromper a adesão microbiana às células hospedeiras e, também pode matar

bactérias Gram positivas e Gram negativas de maneira direta.


O Ginseng dispõe de vitaminas B1, B2, B3 e B12, que atuam no metabolismo da

glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, em outras palavras, este fitoterápico pode

auxiliar o organismo a metabolizar essas substâncias com eficiência.


Portanto, o uso desta planta medicinal pode ter vários benefícios para a saúde,

tais como:


• Reduzir o nível de colesterol;

• Reduzir a insônia.

• Controlar os níveis de glicose sanguínea;

• Diminuir o cansaço físico;

• Elevar a força muscular;

• Melhorar o desejo sexual.

Vale ressaltar que, diversos tipos de células compõem o nosso sistema imunológico,

cada uma com suas próprias funções especializadas, e cada tipo de célula imune

responde diferentemente ao tratamento com Ashwagandha.


Podemos usar como fonte de extração caules, folhas e raízes. Também pode ser

encontrado em forma de pó, em comprimidos ou cápsulas, em preparados para

infusões ou como suplemento alimentar.

O Ginseng não é indicado para gestantes e lactantes. Os efeitos colaterais são

atípicos, no entanto, podem incluir diarreia, azia ou vômitos. Em qualquer caso é

sempre importante consultar um médico ou um fitoterapeuta para adequar o uso desta

planta como tratamento.

Referências:

KANG, Soowon; MIN, Hyeyoung; Ginseng, the 'Immunity Boost': The Effects of Panax ginseng on Immune System.J Ginseng Res. 2012


Sikandan, A., Shinomiya, T., Nagahara, Y."Ashwagandha root extract exerts

antiinflammatory effects in HaCaT cells by inhibiting the MAPK/NFκB pathways and by

regulating cytokines". International Journal of Molecular Medicine 2018.