Buscar

O Exercício Físico como um Adjuvante na Ortopedia Regenerativa - PARTE I

Os benefícios do exercício físico são vários, especialmente aqueles metabólicos tão

desejáveis para a prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares e

musculoesqueléticas. No entanto, especificamente nessas últimas, o exercício regular

pode favorecer a saúde articular e de ossos e tendões por mecanismos diretos nas

células desses tecidos e nas células progenitoras que vão, potencialmente, cicatrizar e

regenerar determinadas lesões.



Em resposta ao exercício por exemplo, os condrócitos, as células da cartilagem,

aumentam sua produção de glicosaminoglicanos, proteínas morfogênicas ósseas

(como a BMP-2 e 6) e citocinas anti-inflamatórias que acabam inibindo as citocinas

pró-inflamatórias e as metaloproteinases que degradam a matriz extracelular

(conjunto de moléculas que fornecem suporte bioquímico e estrutural às células

circundantes). Estudos em humanos indicam que o exercício também aumenta o

recrutamento de células-tronco mesenquimais (MSCs) derivadas da medula óssea e

regula positivamente a expressão de genes osteogênicos e condrogênicos que, em

última instância, formarão osso e cartilagem.




Referências:

Rebelo-Marques A, De Sousa Lages A, Andrade R, Ribeiro CF, Mota-Pinto A,

Carrilho F, Espregueira-Mendes J. Aging Hallmarks: The Benefits of Physical

Exercise. Front Endocrinol (Lausanne). 2018 May 25;9:258. doi:

10.3389/fendo.2018.00258. PMID: 29887832; PMCID: PMC5980968.




Dr. José Fábio Lana, MD

Orthopedic Interventional Pain Management

IOC - Instituto do Osso e da Cartilagem/ The Bone and Cartilage Institute ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE

Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366

Uberaba - Minas Gerais +55 34 3331 7777