Buscar

MICROBIOMA INTESTINAL - PARTE I

Através do Projeto Microbioma que ocorreu de 2007 a 2016, em duas fases de 5 anos cada, iniciamos o melhor entendimento da nossa microbiota intestinal a qual é composta por aproximadamente 40.000 cepas de bactérias podendo ultrapassar em até 3 x o número de células no corpo humano. Porém nossa microbiota é muito maior que isso, pois compreende também vírus, fungos e protozoários.

Quando falamos em Microbioma, falamos mais do que os tipos de microorganismos, falamos sobre os tipos de genes que os compõe. E na segunda etapa do Projeto Microbioma, foram estudadas a sua composição genética, suas proteínas e seus metabólitos, ou seja os produtos finais dos microorganismos, que são mais importantes do que apenas saber quais são estes microorganismos.


Um terço da microbiota é comum entre as pessoas, e dois terços são únicos de cada indivíduo. Até mesmos os gêmeos univitelinos apresentam microbiota distinta, pois muitos fatores influenciam na sua formação, como por exemplo: padrões dietéticos, fatores ambientais, como estilo de vida, higiene, exposição a drogas e antibióticos, exercícios e localização geográfica, entre outros.


Grandes vantagens que o Projeto Microbioma nos trouxe:

São parte integral da biologia humana.itam as pessoas.

São parte integral da biologia humana

Mudaram a perspectiva médica sobre os microorganismos.

Não são mais apenas agentes patogênicos.

Descoberta que as fibras dietéticas estimulam a produção de bactérias que são chaves para a produção de moléculas sinalizadoras, como os ácidos graxos de cadeia curta.

Desenvolvimento de abordagens dietéticas apra tratar e restaurar o microbioma.

Tratar o intestino para curar o corpo.


Com funções indispensáveis para o nosso organismo, como a produção de substâncias

essenciais para a saúde das nossas células intestinais, na produção de vitaminas, na

fermentação de substâncias não digeríveis, regulação do metabolismo do colesterol, e também para a regulação da nossa expressão genética, a qual é diretamente relacionada a nossa saúde.




Referências:

The Integrative HMP (iHMP) Research Network Consortium. The Integrative Human

Microbiome Project. Nature 569, 641–648 (2019). https://doi.org/10.1038/s41586-019-1238-8



Dr. José Fábio Lana, MD

Orthopedic Interventional Pain Management


IOC - Instituto do Osso e da Cartilagem/ The Bone and Cartilage Institute

ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE


Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366

Uberaba - Minas Gerais +55 34 3331 7777