Buscar

A importância da Imunosenescência Celular e como revertê-la - PARTE II


Evidências recentes têm sugerido que o metabolismo e atividade física

também estão fortemente associados à idade, uma vez que a diminuição

da sinalização de nutrientes pode aumentar a vida útil celular, prática de

atividade física, a sinalização anabólica acelera a idade e a manipulação farmacológica das vias do metabolismo podem aumentar a vida útil do organismo.


Com relação às estratégias para reverter os efeitos da idade, a literatura

nos traz para a regulação do metabolismo a restrição calórica ou jejum

intermitente, o qual auxilia no modulação da disfunção mitocondrial

indiretamente. A regulação do metabolismo de espécies reativas de

oxigênio pode ser diminuída com o uso da vitamina C. Com relação às

intervenções farmacológicas temos o uso da metformina, resveratrol, que

modulam os “sensores do metabolismo”, rapamicina e senolíticos, que

eliminam as células senescentes.


Portanto, as alterações decorrentes da idade são de relevância para o

organismo e podem diminuir o sucesso de uma terapia regenerativa

autóloga para pacientes mais idosos. Desta forma, torna-se de grande

valia o conhecimento de estratégias para reverter a senescência celular

melhorando nosso organismo e podendo oferecer terapias regenerativas

com a possibilidade de maior sucesso clínico para pacientes idosos.



Referências:

De Araújo AL, Silva LCR, Fernandes JR, Benard G. Preventing or reversing

immunosenescence: can exercise be an immunotherapy? Immunotherapy

2013, 5(8), 879–893.


Ren R, Campo AO, Liu G, Belmonte JCI. Regulation of Stem Cell Aging by

Metabolism and Epigenetics. Cell Metabolism 26, September 5, 2017, 460-474.