Buscar

A Coluna Vertebral e Hérnia Discal - PARTE III

Na coluna cervical e na coluna torácica, as hérnias de disco podem

comprimir a medula levando a fraqueza muscular e a perda de sensibilidade

dos braços e das pernas. Choques que descem pela coluna, espasmos

musculares, alteração de reflexos e perda de controle de esfíncteres (perda de

controle da urina e/ou fezes) podem significar uma mielopatia

(sofrimento/doença medular) devido a uma hérnia de disco. Note que estes

últimos sintomas descritos podem representar uma emergência médica e caso

ocorram o paciente deve procurar auxílio médico imediatamente.

As hérnias de disco frequentemente resultam do enfraquecimento dos discos intervertebrais que ocorrem com o passar dos anos (relacionado à idade). Este processo chamado de degeneração discal atualmente é descrito como microfissuras do anel fibroso, que o tornam menos resistente e suscetível a lesões.


Abaixo citamos algumas causas de hérnia de disco:



Movimentos repetitivos, que provoquem sobrecarga na coluna, especialmente em áreas que o disco já esteja vulnerável. Levantar peso de modo que sobrecarregue a coluna (com a flexão anterior do tronco). No levantamento adequado, a força é realizada com as pernas e a coluna fica numa posição

ereta. Trauma de alto impacto (hérnia de disco traumática). Obesidade pode sobrecarregar principalmente a coluna lombar e doenças metabólicas que levem a degeneração precoce dos tecidos de origem mesodérmica.


Fissuras do anel fibroso podem levar para uma desidratação discal.


Acredita-se que a história familiar de degeneração discal possa estar

relacionada à genética.




Referências:

Amin RM, Andrade NS, Neuman BJ. Lumbar Disc Herniation. Curr Rev

Musculoskelet Med. 2017 Dec;10(4):507-516.