Buscar

ÁCIDO ALFA LIPÓICO - INSIGHTS SOBRE SEU USO TERAPÊUTICO - PARTE I

O Ácido Alfa-Lipóico (AL), também conhecido como Ácido Tióctico, é um composto

sintetizado naturalmente na mitocôndria, local onde ele atua como cofator de enzimas

necessárias para produção de energia, no chamado Ciclo de Krebs. Embora essa

síntese do AL ocorra no corpo, parece que a absorção pela dieta é também necessária

para que ele exerça todo o seu papel no metabolismo energético. As fontes

alimentares típicas do AL são carnes como músculos, coração, rim e fígado. Em menor

grau, frutas e vegetais verdes escuros. É pouco provável, no entanto, que quantidades

necessárias sejam consumidas numa dieta ocidental típica. Nesse sentido, o uso de

suplementos, que normalmente variam de 50 a 600 mg, são outras fontes de consumo

do AL.

Importante dizer também é que algo ao redor de 20-40% é normalmente absorvido

nesse consumo alimentar. Uma característica única é que o AL é um antioxidante

solúvel tanto em água como em gordura. Mas o ideal é mesmo é ser ingerido longe das

refeições. Via de regra, o AL é composto pelos dois isômeros (formas diferentes da

molécula). A forma R seria a de mais fácil absorção. O AL é rapidamente metabolizado,

resultando em uma retenção pequena nos tecidos. O que levanta dúvidas sobre seus

efeitos diretos no corpo, seja pelas dosagens ou pela apresentação.




Referências:

Shay KP, Moreau RF, Smith EJ, Smith AR, Hagen TM. Alpha-lipoic acid as a dietary

supplement: molecular mechanisms and therapeutic potential. Biochim Biophys Acta.

2009 Oct;1790(10):1149-60. doi: 10.1016/j.bbagen.2009.07.026. Epub 2009 Aug 4.

PMID: 19664690; PMCID: PMC2756298.




Dr. José Fábio Lana, MD

Orthopedic Interventional Pain Management


BIRM - Brazilian Institute Regenerative Medicine/ The Bone and Cartilage Institute ORTHOREGEN INTERNATIONAL COURSE


Indaiatuba - São Paulo +55 19 3017 4366/ 19 97172-8008